Com 13 anos de atuação, o grupo Mistura de Ritmos recebeu R$ 4,3 mil de apoio para desenvolver ações de danças nas escolas públicas municipais e estaduais. O projeto culminou no evento do Teatro Nauas

Com o teatro dos Nauas lotado, o grupo de dança Mistura de Ritmos se apresentou no último domingo, 30. O coletivo foi contemplado pela Lei de Incentivo à Cultura da Prefeitura de Cruzeiro do Sul.

Com 13 anos de atuação, o grupo Mistura de Ritmos recebeu R$ 4,3 mil de apoio para desenvolver ações de danças nas escolas públicas municipais e estaduais. O projeto culminou no evento do Teatro Nauas.

Neste ano, a Prefeitura investiu R$ 120 mil reais na Lei Municipal de Incentivo à Cultura.  O recurso beneficiou 28 projetos de diferentes segmentos. "Quero agradecer ao prefeito Ilderlei Cordeiro que aumentou o incentivo de R$ 100 mil para R$ 120 mil. O que resultou na inclusão de mais oito projetos, sendo possível assim incluir os 10 segmentos de artes”, salientou secretário de Cultura, o Aldemir Maciel.

Ainda segundo o secretário, o grupo artístico vem realizando um excelente trabalho ao longo dos anos. "Quero parabenizar o amigo Márcio Roberto pelo excelente projeto, aprovado na Lei de Incentivo à Cultura, que leva música, dança e artes às comunidades e escolas mais carentes de nossa cidade".

Márcio Roberto, fundador do grupo, destacou as dificuldades em desenvolver as atividades e a importância de contar com o apoio da Prefeitura. "Estamos finalizando um trabalho de 3 meses, que foi desenvolvido nas escolas de Cruzeiro do Sul. Há 13 anos o grupo Mistura de Ritmos vem promovendo ações sociais e culturais no nosso município. O recurso que recebemos foi essencial para a execução do nosso projeto. Agradeço ao prefeito pelo apoio dado à cultura", afirmou.

Emocionado, o jovem artista Marcelo Vale contou da alegria e satisfação em ser um dos coreógrafos e contribuir com um trabalho que retira jovens do mundo da criminalidade. "Fico muito feliz em ver a conclusão desse projeto e também por fazer parte desse grupo há mais de 10 anos, primeiro, como dançarino e, hoje, como coreógrafo”.

Data de publicação: 01/07/2019

Compartilhe!