A iniciativa, que conta com a parceria da gestão desde o ano passado, atua na prevenção e atenção às crianças nos primeiros mil dias de vida, desde a gestação. As equipes vão nas casas, levando informação às gestantes.

O prefeito Iderlei Cordeiro reuniu-se nesta segunda-feira, 2, com o coordenador internacional da Pastoral da Criança, Nelson Arns Neumann, e com o bispo Bispo Flávio Giovanele para reafirmar o apoio da Prefeitura de Cruzeiro do Sul ao projeto “1.000 Dias”. O encontro também contou a presença do deputado federal Jesus Sérgio.

“O que acontece na gestão, acompanha aquela criança para resto da vida, inclusive na fase adulta. Por exemplo, crianças que nascem com baixo peso têm grandes chances de serem diabéticas. São muitas doenças de adultos que se iniciaram na gestação e nos primeiros 2 anos de vida, com o projeto podem ser evitadas”, salientou Nelson Arns Neumann.

Como desdobramento do encontro saiu a proposta de um convênio entre a Prefeitura de Cruzeiro do Sul, Diocese, Pastoral da Criança e o Estado para ampliar as ações do projeto. O próprio prefeito vai articular a inserção do governo na rede municipal de atenção às crianças.

“Há um ano nos contribuímos com o projeto, mas, eu vi que podemos fazer ainda mais pelas nossas crianças, levando o programa para a zona rural. Uma iniciativa que propõe que as nossas famílias vivam melhor e com mais saúde sempre terá o nosso apoio. Vou falar com o governador para que ele nos ajude a ampliar a rede”, destacou Ilderlei.

Na ocasião, o deputado federal Jesus Sérgio se comprometeu em destinar emendas para apoiar o programa. “A gente tem conhecimento da necessidade de recurso para apoiar esse trabalho voluntário, que é um muito importante. Vamos destinar emendas tanto para a aquisição de equipamentos quanto para custeio de formação dos agentes”.

O bispo Giovanele agradeceu o apoio da gestão municipal. “Estamos juntos organizando as nossas ações para melhorar ainda mais os nossos resultados”, frisou.

Reunião contou ainda com a presença dos secretários de Saúde, Desenvolvimento Social e Administração, Juliana Pereira, Keiliane Cordeiro e Manoel Orleilson, da coordenadora da Pastoral da Criança, Maria Raimunda Silva, do tenente-coronel do Exército Eduardo, do padre, médico e professor da Universidade de Federal do Rio Janeiro, Anibal Gil Lopes, entre outras autoridades.

Data de publicação: 03/09/2019

Compartilhe!