Abertura da programação ocorreu na noite de sexta-feira (5), sem a presença do público. "É o momento de renovar nossa fé e acreditar que isso vai passar", lembrou o gestor.

O prefeito em exercício, Zequinha Lima, participou na noite de quarta-feira (5), da  missa de abertura do Novenário em Homenagem a Nossa Senhora da Glória, tradição que já acontece há 102 anos e, este ano, por conta da pandemia do coronavírus, não pôde contar com os milhares de fiéis que costumam participar da maior festividade religiosa do Acre e a segunda da região norte, perdendo apenas para sírio de Nazaré em Belém do Pará.


"Para nós é motivo de orgulho termos feito, ao longo dos quatro anos de gestão, uma parceria com a Diocese, em especial com o novenário. Este é um ano atípico, em 102 anos de história deste evento, pela primeira vez estamos  fazendo um novenário com a igreja vazia, mas temos que lembrar que o próprio lema fala da esperança. Este é o momento de renovar nossa fé e acreditar que isso vai passar e em breve voltaremos ao normal, mas enquanto ela não vem, vamos nos adaptando e fazer um novenário diferente", declarou Zequinha.


A programação do novenário, que se encerra no dia 15, foi feita inicialmente para ser transmitida via internet, por meio das redes sociais e rádio da Diocese. Mas, com o Acre saindo da faixa laranja para a faixa amarela na classificação de risco definida pelo Pacto Acre sem Covid, as igrejas poderão reabrir suas portas e, com isso, é possível já neste final de semana a programação seja aberta para a presença dos fiéis.


O  bispo Dom Flávio Giovanale, disse que a programação online se mantém inicialmente até o sábado (7), caso seja aberto ao público, serão feitas as inscrições dos fiéis, pois o número de pessoas será limitado para respeitar o distanciamento social.


"Vamos nos sentar e decidir a nova programação, mas até sábado permanece apenas virtual e no domingo poderemos ter uma modalidade diferente, mas vamos analisar. Caso haja a abertura, a participação do público, os fiéis vão se inscrever. Os lugares já estão marcados e temos capacidade para 200 pessoas. São 4 missas por dia, às 9h, meio dia, 15h e 19h, o que possibilita a participação de 800 pessoas diariamente. Além disso vamos manter um telão ao lado de fora para aqueles que não puderem entrar", detalhou o bispo.

Data de publicação: 06/08/2020

Créditos: Assessoria de Comunicação

Compartilhe!