O serviço, que é coordenado pela Secretaria Municipal de Assistência Social, por meio do Centro de Referência Especializado em Assistência Social (CREAS), tem como público alvo as pessoas em situação de rua.

A Prefeitura de Cruzeiro inova mais uma vez com a implantação do Serviço Especializado em Abordagem Social (SEAS). A iniciativa dispõe de uma equipe multidisciplinar, composta por educadores, assistente social, psicólogo, motorista e um coordenador.

O serviço, que é coordenado pela Secretaria Municipal de Assistência Social, por meio do Centro de Referência Especializado em Assistência Social (CREAS), tem como público alvo as pessoas em situação de rua. Crianças, adolescentes, jovens, adultos, idosos e famílias, que utilizam espaços públicos como forma de moradia e/ou sobrevivência, todos sem exceção são contemplados com o programa de acolhimento.

“O SEAS é um serviço realizado por uma equipe de educadores sociais, que identifica famílias e indivíduos em situação de risco pessoal e social. Essa mesma atividade, que acolhe pessoas em situação de rua, também vai fiscalizar casos e atender vítimas de trabalho infantil, exploração sexual de crianças e adolescentes, bem como usuários de entorpecentes”, explica o prefeito de Cruzeiro do Sul, Ilderlei Cordeiro.

Segundo a secretária de Assistência Social, Keiliane Cordeiro, a abordagem se dará nas ruas, praças, estradas, espaços públicos, feiras e mercados. “Vamos atuar nos locais de intensa circulação de pessoas, como comércios, terminais de ônibus, prédios abandonados e onde mais identificarmos público”.

O Serviço garante atenção às necessidades imediatas das pessoas atendidas pela Prefeitura, incluindo-as na Rede de Serviços Socioassistenciais e demais políticas públicas. “A ideia é viabilizar a saída das pessoas atendidas das ruas, por meio do acesso à rede de serviços e benefícios assistenciais”, endossa o coordenador do CREAS, Clerton Gaspar.

Data de publicação: 12/04/2019

Compartilhe!