Neste sábado, 9, o manancial registrou 13,86 metros. A Prefeitura segue monitorando a situação e prestando apoio às famílias afetadas pela cheia.

O nível do Rio Juruá, em Cruzeiro do Sul, continua subindo. Neste sábado, 9, o manancial registrou 13,86 metros. A Prefeitura segue monitorando a situação e prestando apoio às famílias afetadas pela cheia.

De acordo com a Defesa Civil Municipal, 20 mil famílias foram atingidas, direta e indiretamente, pela enchente. Em decorrência do fenômeno, a gestão decretou Situação de Emergência.

Na tarde deste sábado, a chefe de gabinete do prefeito Ilderlei Cordeiro, Idelcleide Cordeiro, se reuniu com a secretária de Meio Ambiente, Ivana Guerreiro, para traçar ações emergenciais. Na ocasião, a gestora visitou as vítimas da enchente e acompanhou o trabalho realizado pelos órgãos de assistência e defesa.

“As ações de socorro e assistência continuam em curso. O município tem arcado com todos os custos, inclusive com acolhimento em abrigo público e situação de emergência. A preocupação é que essa situação de emergência traz várias diversidades de ordem social e econômica, que superam a capacidade orçamentária da Prefeitura para restabelecer a normalidade da população nesse momento. Entretanto, o prefeito Ilderlei Cordeiro e o seu vice, Zequinha Lima têm buscado ajudo dentro e fora do Estado”, salientou, Idelcleide Cordeiro.

A secretária de Meio Ambiente, Ivana Guerreiro, alerta a população para os cuidados para se evitar a contaminação pelo lixo. “Pedimos a todos que descartem o lixo de maneira adequada, porque o lixo jogado no rio vai prejudicar a saúde de todos. Nos colocamos a disposição e reforçamos que qualquer situação de emergência deve ser encaminhada ao Corpo de Bombeiros, 193. ”

A expectativa é que a partir deste domingo, 10, o Rio Juruá apresente sinais de vazante. Entretanto, a previsão para as cabeceiras é de chuva. A Defesa Civil segue monitorando a situação.

Data de publicação: 09/02/2019

Compartilhe!