A equipe da Secretaria Municipal de Meio Ambiente também esteve realizando as mesmas ações de conscientização ambiental na comunidade Lagoinha.

Em continuidade ao projeto “Semeia em ação por um Cruzeiro Melhor”, a Prefeitura de Cruzeiro do Sul através da Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semeia) está realizando um trabalho de conscientização da população, com ações de educação ambiental nos bairros que já receberam o mutirão de limpeza ‘Cidade Limpa’. O primeiro bairro visitado pela equipe foi o Remanso.

As ações incluem visitas nas residências e comércios, onde as pessoas são orientadas como acondicionar o lixo de forma correta, o horário e frequência com que o caminhão coletor recolhe o material, e abordagem sobre o código de postura, como mecanismo para punição de pessoas que insistissem com práticas irregulares a respeito do lixo e demais impactos ambientais, além de orientações sobre a proibição de depósito de entulhos a margem das ruas, após a limpeza.

De acordo com o secretário municipal, Everton Amaral, o objetivo é que as ações sejam desenvolvidas continuamente de forma a contribuir para formação de pessoas mais conscientes e preocupadas com a conservação ambiental, visando sempre o uso sustentável dos recursos naturais.

“Nosso intuito é fazer esse trabalho corpo a corpo, pedindo a colaboração deles para que venham ajudar na limpeza da nossa cidade, pois só através da parceria entre os moradores e a prefeitura conseguiremos ter nossa cidade limpa. Nossa equipe está andando de casa em casa fazendo a conscientização, e caso as pessoas continuem jogando lixo na rua vamos começar a fazer autuações e aplicação de multas”, explicou o secretário.

A equipe da Secretaria Municipal de Meio Ambiente também esteve realizando as mesmas ações de conscientização ambiental na comunidade Lagoinha, sendo visitadas aproximadamente 50 famílias, além de palestras na escola da comunidade João Bulsons Oliveira, trabalhando com aproximadamente 150 alunos, informando os sobre os principais problemas ambientais, impactos do homem como indutor desses problemas, importância deles no contexto ambiental e ainda as práticas de proteção ambiental.

Fonte: Assessoria de Comunicação

Data de publicação: 26/04/2018

Créditos das Fotos: Flávio Barros

Compartilhe!