Nota de Esclarecimento

Em razão dos acontecimentos noticiados no dia de hoje, 06 de fevereiro de 2018, por alguns setores da imprensa, sobre um veículo da Secretaria Municipal de Assistência Social realizando o recolhimento de lixo, o prefeito de Cruzeiro do Sul Ilderlei Cordeiro vem a público esclarecer que assim que tomou conhecimento dos fatos procurou a Secretária Municipal de Assistência Social, o servidor da Secretaria Municipal de Meio Ambiente, José Francisco, conhecido como ‘kiko’, que atuava como motorista do veículo mencionado na matéria, e o Procurador Municipal Jonathan Donadoni para fazer os esclarecimentos sobre o fato.

A Secretária Municipal de Assistência Social explicou que o carro foi solicitado e cedido para a Secretaria Municipal de Meio Ambiente para auxiliar na condução de alguns servidores que estão atuando no treinamento de em um projeto piloto de recolhimento de resíduos sólidos implantado na cidade neste ano de 2018.

O servidor da secretaria municipal de meio ambeinte José Francisco explicou que atuava neste treinamento como motorista do carro mencionado na matéria, com a determinação dada a sua pessoa de fazer exclusivamente o transporte de outros servidores. Mencionando ainda, que sua atuação neste episódio não contou com qualquer prévia autorização da pessoa do Prefeito, mas foi sim motivado por um ato que, apesar de boa-fé, foi impensado, no esforço de auxiliar, altas horas da noite e em dia chuvoso, num treinamento dos catadores de lixo da cidade que estava ocorrendo, levando o material apenas até o carro coletor de lixo, em razão do fato ter ocorrido em uma rua sem saída que não oferece tráfego a veículos de grande porte.

A foto em questão foi um fato isolado e que está distorcido na imprensa, já que o recolhimento do lixo da cidade é feito pelos caminhões coletores próprios, sendo que o carro da Secretaria foi cedido, neste dia a noite, exclusivamente para auxiliar neste serviço de condução de servidores que faziam parte do treinamento.

O prefeito Ilderlei Cordeiro enfatiza que qualquer ato realizado em desacordo com as normas estabelecidas pela gestão municipal não foram a ele consultadas, ressaltando que é um ser humano comum, e não é Deus para ser onipresente, não podendo está em todos os locais ao mesmo tempo para determinar as atitudes tomadas em desacordo as normas da própria gestão.

Prefeitura de Cruzeiro do Sul

06 de fevereiro de 2018

Fonte: Assessoria de Comunicação

Data de publicação: 06/02/2018

Créditos das Fotos: Ismael Medeiros

Compartilhe!